Kung fu

Kung Fu Porto Alegre

Kung fu

  • Mas o que é Kung fu?

O termo "kung fu" é aplicado as artes marciais Chinesas ha séculos, e significa, de forma simplificada,"trabalho duro". Mais comumente, compreende-se como "tempo de habilidade" ou "tempo dedicado a uma habilidade". Isso significa que se você for exímio em fazer algo , seja preparar arroz , cuidar do jardim,ou ministrar uma aula , nisso tens "kung fu", tens habilidade.

No entanto , o sentido mais conhecido da palavra é como designação para as artes marciais Chinesas em geral; apesar de existirem outros termos ("chuan shu"- primeira arte; "wu shu"-arte marcial; "kuo shu"-arte nacional), nenhum é tão popular como "Kung fu".

Sua Origem
Tratar à respeito da origem do Kung fu é uma tarefa um tanto vasta quanto complexa. Vasta, pois a cultura chinesa possui por volta de 5000 anos. E complexa porque, de acordo com o período, o sentido da palavra se altera, ampliando seu significado.
Porém, atendo-se aos registros históricos, por volta do tempo da dinastia Hia (2110-1600 (?), surgem os primeiros registros de técnicas de combate. Posteriormente ,devido aos combates entre diferentes regiões do império , as invasões de povos estrangeiros , a constante alternância entre guerra e a paz, e por não haver uma ordem legal que protegesse as pessoas,seus lares ou bens, esse conhecimento tornou-se precioso . Logo, sobrevivência era a primeira necessidade, mas outras influências surgiram com os séculos.

Desenvolvimento
A Filosofia , Religião e Medicina também influenciariam o aspecto marcial da cultura Chinesa. O pensamento de Confúcio ( kung fu tse - sábio experiente ), bem como o Taoísmo e o Budismo ( em sua parte filosófica e religiosa) criaram a base da conduta moral, da religiosidade, e da superação dos limites através do esforço diligente e continuado. Outro aspecto, reside na importância da harmonia e da ordem natural do Universo, representados pelo símbolo do Tai chi . Nele , as diferentes forças da Criação ( o Ying e o Yang) se encontram , integram e completam , de forma fluída e equilibrada, sem a dominação de um único aspecto sobre outro.
Já a Medicina, trouxe o conhecimento dos métodos de cura e manutenção da saúde e vitalidade internas, como o "Dao in"( a ginástica de flexibilização) , a Acupuntura e o Chi kung ( ou Qigong), esses últimos, trabalhos sobre o circuito energético do corpo humano.
Tão significativas colaborações transformaram o estudar Kung fu numa formação mais completa , que envolveria habilidade marcial, Filosofia, Medicina interna, Política e Cultura. Logo, deixou de ser apenas técnica, para tornar-se um modo de vida.

Aspectos Históricos
A integração entre técnica e arte historicamente mais relevante ocorreu no famoso Templo de Shaolin Ssu (Templo da Jovem Floresta). Ali, através dos ensinamentos de Bodidharma (Tamo em chinês ), um monge indiano que veio divulgar o Budismo, uniu-se os exercícios para aumentar o fluxo do Ch´i (energia) e a força física, com o conhecimento marcial provindo da Índia.
Com os passar dos séculos, as necessidades frente a manter a condição física para longas horas de meditação, a defesa do Templo quanto às invasões e , até mesmo disputas políticas internas e externas, elevaram o nível do "Kung fu Shaolin" tornando-o extremamente rico e refinado. Por isso seu nome é tão importante, sendo de certa forma conhecido como mais relevante " berço" da Arte Marcial Chinesa.

Divisões
De forma simplificada, a divisão mais comum seria entre estilos externos ( do NORTE - Louva-deus, Shaolin do Norte, Garra de Águia, etc; e do SUL - Hungar, Tigre, Wing Tsun, Choy Lay Fut, etc ), e estilos internos ( Tai chi Chuan, Pakua e Ching´I ).